sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Ego

Sou uma pessoa difícil de relacionar-se. Algumas pessoas mais próximas a mim discordam. Mas quem sabe mais de mim sou eu. Sou difícil sim, chegando por vezes a ser intransigente.
Para alguém realmente se relacionar comigo, e me refiro à relação direta e ostensiva (amizade verdadeira, namoro, parceria), não basta apenas gostar de mim. Tem que gostar também do que eu gosto. E mais ainda... tem que gostar de quem eu gosto.
Essa intransigência vem do fato de eu não saber administrar conflitos. Quando entro em algum conflito, somente acontecem três coisas: eu me machucar, eu machucar os outros ou as duas coisas ao mesmo tempo. E isso é um monte de merda que eu prefiro evitar. Essa coisa de que os conflitos nos amadurece, fortalece e etc, pra mim é uma grande balela. PRA MIM, falo de mim. Cada cabeça tem seu universo e seus caminhos diferentes.
Não sei porque sou como sou e hoje já não quero mais saber, pois isso já gera um conflito mental muito grande. Simplesmente vou levando a vida nesse meu individualismo funcional e conveniente. Não vejo a palavra ‘conveniência’ mais como um palavrão, como eu via à um tempo atrás, pois já percebi que todos nós temos as nossas conveniências. Pra mim, isso é fato!
Uma pessoa próxima a mim, antagonista frontal desse meu jeito de ser, me disse: “Você vai morrer velho e sozinho.”
Na hora não respondi nada. Depois de um tempo, eu pensei: “Primeiro, que bom se eu morrer velho, pois assim terei tido uma vida longa e espero que saudável. Segundo, tenho medo da doença, do sofrimento e da morte, mas da solidão não.”
A solidão pode ser algo desagradável, triste... admito. Mas, tenho mais medo de companhias incômodas do que de ficar só.
E é na solidão que a gente ouve a voz da própria consciência. Mas disso eu não tenho mais medo, pelo menos por enquanto...
¨

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Dia do professor...

Hoje é dia do professor, mas eu não me sinto homenageado. Neste momento, acho que eu nem me sinto mais um professor. 
Exagero? Drama? Pode ser...
Mas cada um reage de formas diferentes nas situações que passam na vida. No momento presente, é assim que eu reajo.
Um chiclete só é um chiclete quando ainda está inteiro na embalagem. Depois que mastigamos e jogamos fora, ele deixa de ser o chiclete e se torna somente uma goma mastigada que é descartada ao lixo.
Assim que eu me sinto... cuspido, descartado, excluído deste status chamado ‘professor’.

Feliz dia do professor para meus ex-colegas e amigos que labutam nesta difícil profissão. E que são mestres não só profissionalmente, mas também são de coração.
¨

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Pungente



Quando a tristeza me abate sem causa aparente
sigo em frente mesmo com o coração dormente
e a mente demente,
pois sei que novamente
em algum momento patente
a alegria de novo se fará presente
desde que sempre se tente
manter a semente
de uma vida feliz, ainda que latente.
¨

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Amor x Aceitação


Já ouvi isso de muita gente: “quem ama aceita.”

Sou frontalmente obrigado a discordar. Amar não implica necessariamente em aceitar. Digo mais, em muitos casos, quem ama é quem menos aceita.
Aceitar o outro plenamente não é uma tarefa fácil, concordo. Mas, pra mim, é o único caminho para uma boa relação. Não importa se o outro está certo ou errado, se quer se relacionar, tem que aceitar e pronto. Mesmo o outro estando “errado”, tem que aceitar "o errado". Obvio que pode-se tentar conversar, contemporizar e etc. porém, jamais impor. Se não dá pra aceitar, simplesmente afaste-se, pois impor o seu modo de pensar e agir para o outro pode provocar um sério problema de consequências desagradáveis e que pode mais piorar as coisas do que ajudar.

Ou aceita ou afasta. Simples? Infelizmente não...
Isso seria simples se não existisse o amor em meio à relação. Pois como eu disse no inicio, quem ama não necessariamente aceita o outro como ele é. E por que motivo isso acontece?... Prepotência? Possessividade? Simples chatice?... Pode ser tudo isso em muitos casos, mas não em todos.
Acredito que quem ama quer o melhor para o ser amado. Problema é que o “melhor” para o ser amado nem sempre corresponde ao melhor para quem ama. Daí nasce um conflito que pode ser pequeno ou até alcançar proporções terríveis, transformado a relação num inferno astral.

O poeta e dramaturgo russo Vladimir Maiakóvski disse “Amar não é aceitar tudo. Aliás: onde tudo é aceito, desconfio que haja falta de amor”.
Sou obrigado a concordar contigo, caro Maiakóvski. Porém, se eu tiver que escolher entre o amor e a aceitação, escolho a aceitação. Melhor mesmo se pudesse ter os dois, mas a vida nem sempre é justa... ou parece que não é.
¨

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Amor e Ódio

O amor me ensina
mas o ódio me domina
O amor é um estado de graça
mas o poder do ódio me trespassa

Penso que a força do ódio vem do próprio amor
pois este notadamente rima com dor...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Na calada da noite...


Silêncio

Enfado

Nas raias do desamparo

eu me deparo

Onde o riso se fez siso

e o gáudio se fez raro
¨

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

MORALISTA

Quer fazer algo útil, mate um moralista.
Não digo matar a carne, pois as ideias podres sobrevivem do mesmo jeito que a carne morta apodrece.
Mate-o ignorando-o, isolando-o, elevando à quinta potência de nada, pois é isto que vale o moralismo: NADA!
Moralismo, este é o escudo que esconde outras torpezas, como a hipocrisia, o autoritarismo, a arrogância e, muitas vezes, o crime.
Então, extinção sumária a esta espécie torpe chamada moralista.
Incinere-o no fogo de sua empáfia.
Afogue-o nas águas turvas de suas verdades obtusas.
E que a ignorância desde ser, no que se refere ao que é legítimo, lhe cause inanição na alma e assim apresse mais ainda o seu fim.

 ¨

domingo, 11 de agosto de 2013

Crença x Caráter


Não adianta se esconder atrás de uma crença, um hábito, uma batina, uma bíblia ou qualquer outra indumentária ou "livro sagrado". Se você é ruim, nada disso vai te fazer melhor, e sabe por quê? Porque ser melhor é um questão de caráter; é uma questão de não condenar alguém simplesmente porque pensa diferente de você e com isso não comete nenhum crime; é privilegiar saber mais das qualidades das pessoas e partir daí estimulá-las; e, se por acaso, houver necessidade de apontar os defeitos, fazer isso pra ajudar e não pra fuder a pessoa, simplesmente pelo fato de ela não ser como você.
Mas, como já disse, isto é questão de caráter, coisa que não necessariamente quem anda com a bíblia debaixo do braço e recitando versículos, tenha. Nem tão pouco quem ostente indumentárias e títulos religiosos puramente dogmáticos que em nada faz cultivar nenhuma virtude na alma, e sim, coloca em prática a podridão do caráter no exercício do autoritarismo e da indiferença.
¨

sábado, 10 de agosto de 2013

O antes e o agora


Eu antes era um, agora sou outro
ou será que sou ao mesmo tempo um e outro?
Se for pensar, já fui tantos
Será que hoje sou todos ao mesmo tempo?
Tempo, que mostra que o tempo é ao mesmo tempo contínuo e efêmero
E será que eu mudo com o tempo ou acumulo a todos que fui com o passar do tempo?...

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Tédio

Tédio, palavra com T
De Tétrico que se torna o proceder
Onde qualquer entusiasmo fica Turvo
Quando até o Tripudiar parece sensato
Para afastar essa Treva
Que tanto nos Tresvaria

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Medo

Houve um tempo em que eu quis voar
Mas hoje, tenho medo de altura.
Houve um tempo em que eu quis conhecer o fundo oceano
Mas hoje, tenho medo de me afogar.
Um dia eu quis crescer
Mas hoje, tenho medo do peso de ser grande.
Antes eu morria de medo de morrer
Hoje, ainda tenho esse medo, mas temo mais ainda viver.
Muitas vezes eu gostaria de ser outra pessoa
Não por me achar pior do que ninguém,
Mas pelo imenso medo de ser eu mesmo.
*

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Chuva

Chuva
Água que atravessa o ar
Água que molha a terra
Água que apaga o fogo
Elemento que sobrepõe os outros elementos
Quando precipita
Numa torrente que gera a vida
Numa enxurrada que destrói a vida
Uma lama, um lodo que a tudo empesteia
Uma fonte, uma benção que a tudo inebria

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Versos soltos

Romantismo...
Não passa de puro eufemismo
E o amor...?
Foi banido depois de muito causar dor.
¨

De longe, te sinto perto
pois a distância só faz crescer a vontade
de um toque ainda não sentido.
¨

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Ausência


sem toque
sem cheiro
sem cor
sem dor
sem brilho
sem trilho
sem decepção
sem coração
sem alma
sem nada
sem eu mesmo, a esmo...

*